Cores na Decoração

Decoração é a essência da casa e transmite toda personalidade dos moradores. Uma dúvida que sempre surge na hora de decorar é relativa as cores a serem utilizadas: quais combinam, onde usar, quais enjoam menos, o que cada cor transmite, etc.


A harmonia das cores é fundamental, pois elas influenciam totalmente o humor, então é bom ficar atento para não cometer nenhum deslize na escolha.


O círculo cromático (disco cromático ou roda de cores) é um instrumento contendo 12 cores, sendo elas:


- Três primárias (azul, vermelho e amarelo)

- Três secundárias (formadas pela mistura das primarias - verde, laranja e violeta.)

- Seis terciárias, criadas pelas misturas das primárias com as secundárias.


Através dessa ferramenta conseguimos visualizar diversos esquemas de cores que auxiliam a escolher composições harmoniosas.



AMBIENTE ACROMÁTICO:


Ambientes acromáticos são aqueles com predomínio de preto e branco com detalhes em cinza. Esse esquema de cores caracteriza ambientes modernos, elegantes e sofisticados.


O interessante de um projeto com base acromática, é o fato de podemos utilizar cores fortes e contrastantes em itens de decoração, como vasos, almofadas, quadros, etc. São fáceis e rápidas opções para troca, caso enjoe.





Se você segue uma linha mais descontraída, pode abusar um pouco mais. Este projeto também tem um fundo acromático (tons de cinza nas paredes, teto e piso), e para quebrar a seriedade, toques pontuados de amarelo, usado na bancada, moldura de gesso no teto e também nas almofadas para complementar.



AMBIENTE NEUTRO:


Ambientes com essa característica, utilizamos cores com tons semelhantes aos da natureza, como areia, palha, algodão, etc. Esse tipo de decoração é o mais comum e também o qual agrada o maior número de pessoas, sendo em regra os que menos cansam com o passar do tempo.


Neste ambiente as cores predominantes são as neutras, caracterizadas por trazerem aconchego e leveza. Equilibramos essas características ousando em uma grande porta de correr na cor “bordô”, que deu todo o charme e um toque especial a sala.


Entender sobre ambientes acromáticos e ambientes neutros ajuda a montar a base do projeto e deixar a escolha de cores livre e mais fácil para ser usada posteriormente em objetos e itens de decoração.

CORES COMPLEMENTARES:

Cores complementares ou “harmonia oposta” são as cores que estão localizadas de maneira opostas no círculo, porém são tons que se complementam.

Projetos que utilizam essa mistura, são caracterizados por trazerem ousadia e jovialidade na decoração, porém, é importante saber dosar e também como usar para que não “passe do ponto” e se torne algo infantil ou enjoativo demais.

Neste projeto as cores complementares estiveram presentes em almofadas e demais misturas de cores em quadros.

Entenda também:

CORES MONOCROMÁTICAS:

Nesse caso, apenas uma cor é escolhida, sendo ela qualquer uma da cartela, porém, com variantes na intensidade de sua coloração, ou o mais popular “tom sobre tom;

CORES ANÁLOGAS:

Cores que aparecem na mesma sequência dentro do círculo, não há variantes, pois, todas têm o mesmo tom em comum.

Enfim, são estes os conceitos utilizados na escolha de cores para a elaboração de um projeto.


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

 Contato: 15.99634.7030     |    carol@carolinakleeberg.com.br